Dúvidas Frequentes do Investidor

A COSOL VEM RECEBENDO PERGUNTAS FREQUENTES DE INVESTIDORES EM POTENCIAL. PREPARAMOS ESTE ARTIGO PARA RESPONDER AS DÚVIDAS SOBRE INVESTIMENTOS EM CONDOMÍNIO SOLAR.

O projeto de Condomínio Solar já está em andamento? Em qual fase se encontra?

O projeto está em fase de captação dos clientes e investidores. O projeto já possui licenciamento ambiental e de conexão ao grid. Uma vez com o capital, formularemos o contrato de consórcio e iniciaremos as obras de construção da usina.

Sou de Minas Gerais e poderíamos até pensar em uma parceria para explorar o mercado daqui.

Sim, estamos fazendo parcerias desse tipo em vários estados. Podemos desenvolver esse modelo em MG também. Neste caso, você poderia entrar como investidor da usina e também na parte de marketing e vendas.

Gostaria de saber sobre o modelo de negócio da Cosol, pois não sou da área.

A Cosol intermedia e organiza entre investidores, bancos, desenvolvedores de projetos, construtores, empresas de engenharia, de licenciamento ambiental e clientes que queiram reduzir a conta de energia. Com os recursos financeiros dos nossos investidores, mandamos executar a construção de usinas de 5 MW cada, formulando um consórcio dos investidores. Após a construção, ajudamos a alugar os lotes via nosso sistema de comércio eletrônico. Para os investidores interessados em compensar a própria conta de energia, ajudamos com os trâmites junto à concessionária.  

Qual o principal cliente deste mercado? Qual tipo de cliente teria maior benefício de redução de custo? Você falou em clientes de baixa tensão com classificação B, quais seriam os perfis de clientes enquadrados no classificação B?

Empresas de pequeno e médio porte, principalmente de baixa tensão, a exemplo de lojas, farmácias, padarias, academias, escolas, comércio em geral, pequenas fabricantes ou indústrias, escritórios, entre outros. Qualquer empresa que seja de baixa tensão. Futuramente, abriremos essa oportunidade para pessoas físicas com grande consumo também. Atualmente, trabalhamos com clientes com consumo acima de 10 000 kWh no ano.

Vi pelo site que existem dois modelos de negociação, a venda do lote ou o aluguel. Para aluguel, existe um período mínimo de contrato?

Sim, a venda de lote, que pode ser pelo investimento direto ou via financiamento de Banco do Nordeste (BNB), Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil. O aluguel depende do contrato com o investidor. Tem investidor que prefere contrato com valor fixo por 10 anos, para ter uma renda fixa e calculável. Existem também investidores que apostam nos futuros aumentos da tarifa de energia e preferem contratos apenas por um ano, sendo o valor do aluguel renegociado ano a ano, acompanhando as tarifas da concessionária.

A partir de quantas placas solares o investimento inicial se torna interessante?

O menor lote que oferecemos é o Arara5, com 5 kWp de potência instalada, aproximadamente 20 painéis de 250Wp cada, em um investimento de R$ 29.990,00.

Qual o retorno % mensal para os contratos de aluguel?

Com as tarifas atuais de energia, calculamos um retorno de cerca 20% anual. Exemplo: o lote Arara5 custa R$ 30.000,00, ele produz 10 000 kWh ao ano. Dá para alugar por R$ 6.000,00 ao ano (isso é 20% do investimento), pois assim o cliente final recebe praticamente energia por R$ 0,60 /kWh (=R$ 6.000,00 / 10 000 kWh), o que é 10% mais barato comparado à tarifa da distribuidora.

Ao vender o lote da placa instalada, o comprador paga algum valor mensal para o condomínio? Como é feito esse rateio?

Serão cobrados manutenção e segurança. No caso da Arara5, o custo é de R$ 49,90 por mês, ou seja R$ 599,00 por ano. Hoje é praticamente 10% do valor do aluguel. Além disso, o investidor vai ter que pagar aproximadamente 10% de imposto para a Receita Federal.

Ao comprar o lote, o cliente compra apenas a placa solar, ou também adquire a fração ideal onde está instalado o condomínio?

Cada usina é contratada via formulação de um consórcio dos investidores. Assim, cada investidor teria um fração ideal de equipamentos de uso conjunto, como por exemplo o fio de interligação ou o sistema de rastreamento solar e terreno. É tipo uma cota da usina na verdade.

Sobre a parte legal, como seria o modelo de contrato entre as parte (empresa x cliente)?

Formulação de consórcio dos investidores. A Cosol faz parte desse consórcio como organizador. Ajudamos no processo de aluguel, comercialização, manutenção. Inicialmente, o investidor assina um compromisso tipo pré-contrato, expressando interesse. Uma vez que todas as cotas de 5 MW da usina estiverem com os investidores interessados, assinamos o contrato final de consórcio, detalhando os pagamentos na medida da construção. O contrato de consórcio já define o pagamento de manutenção e segurança para poder manter a usina.

Além da usina solar, existem outras oportunidades de investimento na Cosol?

Sim, você pode investir diretamente na empresa Cosol, que organiza a construção e aluguel dessas usinas. Estamos desenvolvendo uma plataforma online de comércio eletrônico para facilitar isso no Brasil inteiro. Você tem a opção de investir nessa plataforma, além das usinas e lotes. Isso é um investimento de capital de risco, em uma nova tecnologia com potencial de retorno bem maior. A essa tecnologia, chamamos "o AirBnB da energia solar".


Olá, vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e iremos te enviar alguns emails com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um consumidor de energia, investidor, epecista ou apenas interessado neste maravilhoso mundo da sustentabilidade!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Contamos muito com a sua presença neste papo!