A placas solares aguentam chuva de granizo?

A elevação do custo de produção da energia elétrica no país por conta da inconstância nos índices pluviométricos, com a consequente repasse desses custos à população, estimula a necessidade de diversificação no matriz energética brasileira e a procura por soluções sustentáveis faz com que muitas casas e empresas optem pela instalação de sistemas fotovoltaicos.

Entretanto, um questionamento muito comum por parte de quem se interessa em adotar essa fonte de energia infinita e não agressora à natureza diz respeito à resistência das placas solares. É mesmo verdade que elas aguentam vendavais e chuva de granizo?

Vamos descobrir!

Garantia de resistência a impactos mecânicos

O nível de resistência das placas solares disponíveis no mercado, atualmente, depende claramente da qualidade do produto adquirido. Existem, assim como todos os segmentos, materiais de baixa qualidade , geralmente comercializados por empresas não certificadas por órgãos oficiais, que cobram abaixo do valor de mercado sem, no entanto, proporcionar alguma segurança de durabilidade. Por outro lado, quem é zeloso e recorre as empresas especialistas em soluções de geração de energia limpa não se arrepende. 

Há no setor, atualmente, placas equipadas com embalagem estratificada, de vidro ou acrílico, que encapam os painéis de células fotovoltaicas de silício, o material semicondutor e que capta a luz do sol para instaurar o procedimento de geração de energia. Essa composição é suficiente para proteger a placa.

Capacidade para enfrentar chuvas de granizo

A superfície protetora das placas modernas, projetadas segundo acordo as normas internacionais, conseguem resistir as pedras de granizos em velocidades de até 80 km/h. No entanto, vale informar que a velocidade terminal máxima de uma pedra de granizo de 1 centímetro é de, no máximo, 32 km/h. Então o sistema está mais que duplamente garantido! 

Além do mais, a material exterior que envolve o protege a placa é projetado e misturado quimicamente a fim de tolerar impactos mecânicos de várias modalidades, não apenas chuva de granizo, sem danificar as células receptoras. O grau de resistência das placas solares é, desta maneira, altíssimo, o que explica sua longa longevidade, podendo chegar a até 40 anos, e sua baixa necessidade de manutenção.

Como se não bastasse, os painéis de alta qualidade disponíveis no mercado são, geralmente, posicionados em sua instalação de modo que seu nível de inclinação reduza sensivelmente o campo de alcance das pedras de granizo. Viu só como a resistência vai desde a fabricação à implementação? Assim praticamente não há como errar!

Agora que você acabou de ser convencido sobre a resistência das placas de energia solar, uma vez que contra fatos simplesmente não há argumentos, aqui vai uma última dica: escolha uma empresa consagrada no mercado para não brincar com sua energia, ok? Pesquise e opte por quem ofereça serviços completos e personalizados em energia limpa, indo desde o planejamento do projeto, passando pela execução e chagando à manutenção da tecnologia.

Com a Cosol você não precisa se preocupar com isso, pois nós cuidamos desse aspecto para você. Trabalhamos com as melhores empresas do mercado, afim de possibilitar longa durabilidade nas nossas placas solares instaladas nas usinas. 

Pronto para conciliar responsabilidade ambiental e economia de recursos? Então ajude a mudar o planeta a partir da mudança de seu próprio mundo! Alugue um lote solar!

Fonte: Solar Volt Energia.


Olá, vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui e iremos te enviar alguns emails com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um consumidor de energia, investidor, epecista ou apenas interessado neste maravilhoso mundo da sustentabilidade!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Contamos muito com a sua presença de neste papo!