Diminuição de até 90% na fatura de energia motiva o uso da energia solar

Ao passo que as contas de energia no Brasil tendem o elevar durante os momentos de crise hídrica e de taxação nos valores desse bem fornecido para os cidadãos, muitas pessoas vêm buscando alternativas para superar o aumento inesperado nas contas ao fim do mês. 


Além de controlar os gastos desnecessários de energia nas rotinas da casa, como evitar deixar a TV ligada, luzes acesas em ambientes não usados e monitorar o uso dos eletrodomésticos, uma relevante alternativa que tem sido buscada para minimizar a fatura de luz é a utilização da energia solar.

Abordar sobre energia solar em um país que é grandemente ensolarado como o Brasil deveria ser um argumento básico na questão da produção de energia elétrica. Porém, por bastante tempo, esse cenário nem mesmo era considerado. O grande desconhecimento sobre a transformação de energia solar em energia elétrica, tal como a grande capacidade de produção das hidrelétricas do país, deixaram a demanda por essa forma alternativa em segundo plano, sendo buscada apenas por interessados em novas tecnologias.

No entanto, devido o aumento dos valores das contas de luz bem como os riscos oferecidos devido à crise hídrica no país nos últimos anos, fez que especialistas mostrassem que adotar a energia solar poderia resultar em uma economia mensal de quase 95% na fatura de famílias e empresas em todo o país.

O governo brasileiro, então, começa a analisar formas para impulsionar e valorizar o uso de energia fotovoltaica no país, para que o Brasil possa finalmente participar do grupo dos 20 maiores produtores de energia solar do mundo até 2018. A tarefa não parece ser tão difícil , visto que as maiores produtores mundiais, China, Estados Unidos e Alemanha, não possuem a mesma capacidade do terreno brasileiro para utilizar raios solares.

Apesar de ainda parecer uma realidade bem distante para vários de nós brasileiros, cada vez mais pessoas e instituições estão depositando aqui seus investimentos para trabalhar com o fornecimento de energia solar para todo o país. Um bom exemplo disso são os condomínios solares, que proporcionam o uso de energia solar de maneira mais simples e acessível. 

A meta para 2018, portanto, parece mais próxima do que imaginamos. Os resultados já são excelentes, faltando apenas o melhor divulgação e a quebra da barreira do desconhecido.

Referência: Notícias Terra.


Olá, vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui e iremos te enviar alguns emails com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um consumidor de energia, investidor, epecista ou apenas interessado neste maravilhoso mundo da sustentabilidade!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Contamos muito com a sua presença neste papo! Cadastre-se na caixa ao lado!