Energia solar e certificações sustentáveis

A energia solar tem um grande papel como uma fonte de energia renovável complementar na matriz energética brasileira, seja na forma centralizada ou distribuída. Por se lidar com uma tecnologia de geração de energia por fonte primária, ou seja, uma forma de energia disponível na natureza antes de ser convertida ou transformada é considerada um importante fonte renovável e a sua renovabilidade se dá em ciclos contínuos que se repetem em espaços de tempo curtos ao inverso por exemplo de uma fonte de energia por combustível fóssil.

Por conta dessa renovabilidade a energia solar é considerada uma  forma sustentável de geração de energia, contribui com a redução de emissões de CO2 e possui baixo impacto ao meio ambiente durante todo o ciclo de vida de um sistema (extração de silício, industrialização dos componentes, instalação dos painéis e a operacionalização), seja uma usina solar ou um projeto de microgeração distribuída residencial. Por esse motivo, organizações como o Greenpeace e a WWF (World Wide Found for Nature) fomentam a inserção da energia solar na matriz energética mundial.

A possibilidade de incorporar a energia fotovoltaica de forma distribuída em empreendimentos construtivos sejam eles imobiliários, industriais, comerciais ou corporativos traz a possibilidade do proprietário ou incorporador se beneficiar de certificações sustentáveis que trazem como principais vantagens a agregação de valor sustentável a sua marca, diferencial competitivo, engajamento social e obtenção de recursos financeiros.

No Brasil grandes empresas com forte apelo sustentável exigem que toda a sua cadeia de suprimentos também incorpore em seus processos as mesmas políticas sustentáveis, quando não, são quesitos mínimos para qualificação de fornecedores ou prestadores de serviços.

 

Conheça algumas das certificações sustentáveis mais importantes no mercado:

SELO SOLAR

O Selo Solar é concedido para empresas ou instituições públicas e privadas que consumirem um valor mínimo anual de eletricidade solar, que varia conforme a quantidade total de energia consumida.

 

Processo AQUA

O Processo AQUA-HQE é uma certificação internacional da construção sustentável desenvolvido a partir da certificação francesaDémarche HQE (Haute Qualité Environmentale) e aplicado no Brasil exclusivamente pela Fundação Vanzolini.

Desde seu lançamento em 2008 o Processo AQUA-HQE propõe um novo olhar para sustentabilidade nas construções brasileiras; seus referenciais técnicos foram desenvolvidos considerando a cultura, o clima, as normas técnicas e a regulamentação presentes no Brasil, mas buscando sempre uma melhoria contínua de seus desempenhos.

Certificação BREEAM

Breeam

BREEAM – Building Research Establishment Environmental Assessment Method. BREEAM é um processo sistemático que visa avaliar o desempenho ambiental de um empreendimento imobiliário. Desenvolvido em 1990 e actualizado regularmente elevando os seus requisitos, avalia edifícios com base em critérios relacionados ao bem-estar ambiental, atribuindo-lhes uma pontuação . Os resultados finais de avaliação variam entre aprovado, bom, muito bom, óptimo e excelente. 

BREEAM analisa durante as fases de concepção e construção, até 10 aspectos do impacto ambiental da construção: Gestão da construção,  consumo de energia, água, contaminação, materiais, saúde e bem estar, transporte, gestão de resíduos, ecologia e inovação.

Certificação DGNB

Sistema de certificação alemão desenvolvido pelo – German Sustainable Building Council- Conselho de Construção Sustentável da Alemanha. O objetivo do DGNB internacional é estabelecer um padrão de qualidade único, baseado em valores comuns desenvolvidos por todos os parceiros da rede, respeitando as variações do sistema, adaptado localmente e testado de forma prática. Este padrão de qualidade visa possibilitar comparações diretas entre os edifícios certificados em diferentes países, estimulando gradativamente a adoção dos edifícios sustentáveis.

Certificação LEED

LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) é um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações, utilizado em 143 países, e possui o intuito de incentivar a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade de suas atuações.

Procel Edifica

O Selo Procel Edificações, estabelecido em novembro de 2014, é um instrumento de adesão voluntária que tem por objetivo principal identificar as edificações que apresentem as melhores classificações de eficiência energética em uma dada categoria, motivando o mercado consumidor a adquirir e utilizar imóveis mais eficientes.

Selo Casa Azul

O Selo Casa Azul é uma classificação socioambiental dos projetos habitacionais financiados pela Caixa. É a forma que o banco encontrou de promover o uso racional de recursos naturais nas construções e a melhoria da qualidade da habitação. A principal missão do selo é reconhecer projetos que adotam soluções eficientes na construção, uso, ocupação e manutenção dos edifícios.

São 53 critérios de avaliação, divididos em 6 categorias: Qualidade urbana, projeto e conforto, eficiência energética, conservação de recursos materiais, gestão da água e práticas sócias. Benefício para as Incorporadoras imobiliárias: Taxas de juros diferenciadas para os empreendimentos certificados.

Fonte: Portal Solar