IKEA inaugura maior projeto nacional de painéis solares fotovoltaicos, em Portugal

A IKEA, reunida com o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e o secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, inaugurou na loja IKEA Alfragide o maior instalação de painéis solares em Portugal, na sua cobertura, destinado a autoconsumo privado.

O projeto implicou um investimento inicial de quatro milhões de euros na instalação de dez mil painéis fotovoltaicos na cobertura das suas lojas em Alfragide, Loures e Matosinhos.

Este projeto representa o compromisso e o empenho da IKEA Portugal em contribuir, de forma decisiva, para a promoção das energias renováveis

e na inquietação às modificações climáticas, um dos peincipais flagelos globais atualmente. O que no inspira e motiva é gerar um mais adequado dia o dia para o maior parte da população e isso começa, inevitavelmente, em nossa casa. Por causa disso, quisemos dar o exemplo e investir em energia renovável para que possamos alcançar rapidamente o objetivo de sermos autossuficientes em nível energético, poupando recursos e melhorando a ambiente, explicou Cláudia Domingues, diretora de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da IKEA Portugal. 

Em nome do Governo de Portugal gostaria de dar os meus sinceros parabéns à IKEA por esta atividade, não apenas por causa de que representa por si, mas pelo que significa como etapa de uma estratégia integrada de sustentabilidade. Exemplos como esse enquadram-se na excelência naquilo que são os objetivos do desenvolvimento sustentável e de como as empresas podem e devem colaborar para a atingir essas metas. Simultaneamente, espelha de maneira muito inteligente como se pode transformar um problema, o consumo energético, numa oportunidade de negócio, a autossuficiência, defendeu João Matos Fernandes, ministro do Ambiente.

A aposta em energias renováveis é sempre de louvar. Não só por permitir diminuir a nossa dependência de fontes energéticas mais poluentes, como gera ganhos consideráveis do ponto de vista financeiro. Um projeto desta dimensão, com a ambição que tem inerente, é um exemplo claro do que defendemos para a estratégia energética nacional, afirmou Jorge Seguro Sanches, secretário de Estado da Energia.

Esta operação, integrada na estratégia de sustentabilidade, vai permitir que praticamente toda a energia produzida (98%) seja utilizada pelas lojas IKEA, o que corresponde a 26% do seu consumo energético, evitando emissões anuais de 1.250 toneladas de CO2, o equivalente à energia eléctrica fornecida a 1.162 habitações.

Fonte: Dinheiro Digital