Veja como economizar no IPTU

IPTU Verde: Economia gerada por soluções sustentáveis

FOTO: Contas de fim de mês

FOTO: Contas de fim de mês

Os inícios de cada ano tendem a ser sempre iguais com muitas promessas de melhorias pessoais, de saúde e também financeira. Infelizmente quanto a ultima, o ano começa um pouco mais difícil, para cada família um tipo de gasto diferente, mas sempre estão presentes os gastos fixos como IPVA, IPTU, parcelamentos, contas de luz, água e telefonia.  Entre tantas contas que temos para pagar, o jeito é saber como pagar menos ou ter descontos nessas despesas fixas. Quando falamos de desconto na sua conta de luz, podemos citar o consumo de energia através do aluguel de placas solares. Gostaria de apresentar a seguir um desconto que podemos ter acesso, só precisávamos saber dele não é mesmo?

O IPTU verde funciona através de uma porcentagem de desconto dada para o consumidor que faz uso de soluções que visam a sustentabilidade em seu terreno ou propriedade. Esse desconto tem caráter gradativo e acumulativo, isto é, quanto mais soluções seu terreno apresentar, maior pode e deve ser o seu desconto. Para cada tipo de solução é atribuído um valor de desconto, calculado de acordo com a relevância da solução para a carência de sua cidade (geração de energia, controle da poluição, aproveitando da água e etc) e o tamanho deste investimento. Em alguns casos esse desconto pode ser de até 100% no valor do IPTU. Listamos abaixo as praticas que são incentivadas pelas cidades que participam desse projeto.

  • Captação de energia através de Sistema Solar Fotovoltaico ou eólico      

  • Sistemas de captação de água proveniente das chuvas

  • Construções feitas com materiais sustentáveis

  • Plantio de espécies arbóreas nativas

  • ·Aquecimento elétrico solar

  • Sistemas de coleta seletiva

  • Recarga de lençol freático

  • Calçadas ecológicas

  • ·Reuso de água        

  • Telhado verde

Como é um beneficio sobre um imposto municipal cabe a cada prefeitura eleger as aplicabilidades e especificações, por conta disso é interessante entrar em contato com a Secretaria do Meio Ambiente de seu município para verificar como é o real funcionamento deste modelo. Cada ano fica mais evidente a necessidade de soluções sustentáveis realizada pela população e respectivos órgãos municipais, estaduais e federais por isso só tende a crescer as práticas de incentivo para essas soluções.

Por conta de se tratar de uma novidade, ainda não existem bancos de dados que contenham as informações de forma clara e de fácil acesso, por isso se faz necessário o contato com o órgão responsável para dar entrar com o pedido do desconto. Separamos abaixo a lista das cidades que temos informações de valores e tipos de desconto:

  • Tietê –SP - concessão de até 100% de desconto através da Lei nº 3087/2009

  • Campos do Jordão – SP, concessão de até 90% de desconto através da Lei nº 3157/2008

  • Araraquara – SP, concessão de até 40% de desconto através da Lei nº 7152/2009

  • Americana – SP, concessão de até 20% de desconto através da Lei nº 4448/2007

  • Barretos – SP, concessão de até 10% de desconto através da Lei Complementar nº 122/2009

  • Salvador – BA, concessão de até 10% de desconto através da Lei nº8.474/2013

  • Goiânia – GO, concessão de até 27% de desconto através da Lei Complementar nº 235/2012

  • Ipatinga – MG, concessão de até 8% de desconto através da Lei nº 2646/2009

  • Seropédica – RJ, concessão de até 15% de desconto através da Lei nº 526/2014

  • Colatina – ES, concessão de até 50% de desconto através da Lei nº 4537/1999

  • Camboriú – SC, concessão de até 12% de desconto através da Lei nº 2544/2013

Se você possui um terreno no qual deseja fazer a implementação de uma usina solar, faça o cadastro e além de criar um novo negócio, pode ter os descontos citados acima em seu IPTU.

Fonte: Bluesol