Setor hoteleiro pode economizar até R$ 12 milhões com energia solar

A economia de R$ 12 milhões por ano afeta um grupo de 50 hotéis que passarem a adotar a energia fotovoltaica.

Moonrise Hotel, St Louis, Missouri, USA.

Moonrise Hotel, St Louis, Missouri, USA.

A substituição da matriz energética na rede hoteleira paraibana pode gerar economia de R$ 12 milhões por ano a um grupo de 50 hotéis que passarem a adotar a energia fotovoltaica (por placas solares) em suas instalações. A projeção é feita pelo superintendente do Banco do Nordeste na Paraíba, Wesley Maciel, para uma despesa média mensal de R$ 20 mil por hotel.

De acordo com a superintendente, o custo considerado por unidade é até mesmo inferior ao já constatado em economia dentro de empreendimento no estado que já aderiu ao investimento. O Banco do Nordeste apresentou a linha de crédito do FNE Sol aos associados da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis (ABIH), no dia 21/06 (terça-feira), às 15h, no Hotel Hardman. 

Na oportunidade, foi firmado o acordo de cooperação técnica e financeira entre a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PB) e o Banco e também contratado financiamento com player do setor.

O FNE Sol é uma linha de crédito utilizando o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para investimento voltado à aquisição de sistemas de micro e minigeração de energia elétrica, eólica, fotovoltaica e biomassa, a serem usadas pelos setores urbanos ou rurais de todos os segmentos produtivos econômicos. O valor economizado na conta de energia pode ser utilizado para pagar as parcelas do financiamento. O investimento é de longo prazo, com limite de pagamento de até 12 anos, com um ano de carência. Também o investimento pode ser financiado em até 100% e há bônus de adimplência de 15%.

O Banco do Nordeste é responsável pela operacionalização do FNE, recurso da União voltado para o desenvolvimento regional por meio do estímulo ao empreendedorismo.

Fonte: MaisPB