BNDES

BNDES anuncia financiamento de R$ 2,2 bi para geração de energia eólica e solar por pessoas físicas e empresas

Foi anunciado pelo Governo Federal nesta quinta-feira um novo programa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiamento a empresas e pessoas físicas que pretendem investir em energia renovável, que terá duas linhas de crédito no valor total de aproximadamente de 2,2 bilhões de reais, declarado pelo Ministério do Meio Ambiente.

Dentro do programa do Finame, uma das linhas terá a dotação orçamentária de 2 bilhões de reais para bens e equipamentos de geração eólica e solar. Essa linha de crédito está direcionada para condomínio, empresas, cooperativas, produtores rurais e pessoas físicas, que poderão financiar até 100% do total a ser destinado nos equipamentos, com prazo de pagamento de até 120 meses e carência de 24 meses.

Em paralelo, pessoas físicas e microempresas poderão acessar um outro financiamento para implantações de energias renováveis com recursos provenientes do Fundo Clima. Para essa linha, o orçamento será de 228 milhões de reais.

O financiamento pode ser alinhado por TLP, Selic ou Taxa Fixa do BNDES, sendo o TFB aplicável apenas às Micro, Pequenas e Médias Empresas - MPMEs. O custo final inclui a remuneração do BNDES - de 1,05% ao ano - e do agente financeiro.

Considerando o spread médio dos repassadores de crédito no BNDES Finame, a taxa final é de, aproximadamente, 1,3% ao mês às MPMEs. Tendo a emissão da proposta pelo agente financeiro, a consideração do procedimento é realizado rapidamente na plataforma Serviços Online BNDES .

Existem programas do BNDES já em operação para financiar equipamentos como para sistemas de geração em energia solar com até 375 KW como de energia eólica até 100 KW.

O anúncio dessa linha de crédito propõe a abertura de maiores investimentos para mini usinas geradoras de energias limpas. Assim, fomentando este mercado que beneficia os consumidores de energia juntamente com o meio ambiente e, por outro lado, movimenta a indústria com as construções dos Condomínios Solares.

Portanto, os usineiros, em parceria com a COSOL, poderão usufruir desta linha de crédito para financiar sua mini usina e comercializar energia via marketplace COSOL para faturar nos próximos 25 anos. Clique aqui e nos conheça melhor, será um prazer atendê-lo!

Fonte: Canva

Fonte: Canva

BNDES amplia crédito para energia solar e reduz para hidrelétricas e térmicas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social anunciou na última segunda-feira (03/10) a sua nova política de financiamento direcionado à energia. Ampliando os empréstimos TJLP para os projetos de energia solar, reduzindo o teto para as hidrelétricas e extinguindo o apoio as térmicas movidas a carvão e óleo. 

De acordo com Marilene Ramos, diretora de infraestrutura e sustentabilidade do BNDES, os novos termos adequam-se a estratégia do governo para o setor de energia, que busca maior apoio as fontes renováveis e melhor valor nos projetos.

Com o alvo de intensificar uma maior participação de capital privado no setor, o banco reduziu de 70% para 50% o teto de financiamento para projetos de hidrelétricas. Para o segmento de geração de energia solar o teto foi ampliado de 70% para 80%. Para outras fontes sustentáveis como eólica, biomassa e cogeração foi mantida o financiamento em 70%.

O empréstimo destinado as termelétricas a carvão e óleo, foram cortados pois são as fontes que possuem maior emissão de poluentes o que vai de encontro com os compromissos, de ampliar a participação das energias renováveis na matriz energética, firmados pelo Brasil no acordo de Paris.

Os limites do apoio anunciado pelo BNDES refere-se aos itens produzidos no Brasil. O financiamento do banco pode chegar a 80% desses itens, sendo que os percentuais que excedam ao teto da TJLP serão financiados a custos de mercado.

* TJLP: Taxas de Juros de Longo Prazo.

Referência: Valor Econômico; O Diário.


Olá, vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui e iremos te enviar alguns emails com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um consumidor de energia, investidor, epecista ou apenas interessado neste maravilhoso mundo da sustentabilidade!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Contamos muito com a sua presença neste papo!