paineis solares

Como Panificadoras do Nordeste fizeram para conseguir economizar até 50% na conta de luz

Além de fortificar imagem da empresa por cooperar com a redução do impacto ambiental, a geração de energia limpa cria outro diferencial competitivo: redução nos custos fixos.

Condomínio Solar, uma alternativa para economizar sem necessidade de investimento inicial.

Condomínio Solar, uma alternativa para economizar sem necessidade de investimento inicial.

Empresas do setor da panificação vêm investindo na geração de energia solar como alternativa aos padrões tradicionais. Além de fortalecer a imagem da empresa por ajudar com diminuição do impacto ambiental, esse tipo de energia gera outro diferencial competitivo: redução nos custos fixos do empreendimento, possibilidade de oferecer preços mais justos aos clientes e mais lucro para o empreendedor.

Por ser uma fonte sustentável e econômica, o sistema de painéis fotovoltaicos - que transformam irradiação solar em energia para o uso comum – está na mira de empreendedores do estado e é aposta certa para inovação. Embora os equipamentos necessários para instalação sejam de alto custo, os empreendedores garantem que o investimento é válido mas deve ser feito com cautela uma vez que existe uma alternativa em que não há necessidade de investimento inicial, trataremos um pouco mais tarde neste mesmo artigo, uma vez que os sistemas de painéis solares atuam de forma independente e não estão sujeitos à elevadas cargas tributárias trazem maior atratividade para a adesão. A outra alternativa que pode e deve ser explorada é a Geração Compartilhada , onde os empreendedores têm os mesmos benefícios citados acima com a adição de mais um e mais importante: para participar deste tipo geração, não é necessário investimento inicial, apenas um cadastro.

Recentemente, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) anunciou uma nova linha de crédito permanente com o objetivo de  apoiar investimentos em fontes de energia renovável. Estes incentivos do governo também têm sido impulsionadores para a adesão de tecnologias sustentáveis. No caso da Padaria Brasil, a instalação do novo sistema aconteceu há pouco mais de dois anos. Embora planejado há mais tempo, Pedro Messias da Cruz (75) estudou o processo de transformação da empresa e aguardou o momento oportuno para o investimento.

Pedro afirma que conseguiu um crédito junto ao Banco do Nordeste e que o modelo de financiamento que fez é regressivo. O valor da mensalidade do crédito adquirido chega a ser metade do valor que ele pagava na conta de luz.

Neste caso o que poderia ser feito pelo Pedro, caso tivesse a informação do modelo de condomínios solares, seria apenas alugar uma porcentagem de alguma usina dentro da mesma concessionária, sem ter que esperar o momento oportuno para ser abastecido por energia renovável. Isso o pouparia tempo e faria com que ele tivesse praticamente a mesma economia, sem precisar pedir empréstimo ou até mesmo aguardar a instalação ficar pronta.

A tecnologia para o setor tem se tornado cada vez mais acessível, eficiente e imprescindível. Os empresários afirmam que o uso desta tecnologia pode refletir diretamente no bolso do cliente, consequentemente uma maior atratividade para o estabelecimento e maior lucro para estes empresários.


Fonte: G1 RN

Energia solar pode trazer mais de R$ 125 bilhões em investimentos até 2030

Energia solar pode trazer mais de R$ 125 bilhões em investimentos até 2030

As atuais projeções da Empresa de Pesquisa Energética (EPE),possuem a meta de 25 gigawatts  de potência instalada da energia solar fotovoltaica até 2030.

Retorno energético do painel solar

Iremos esclarecer o mito sobre o retorno energético dos painéis solares.

Bloomberg informa que a indústria solar está gerando excesso na produção

As fábricas expandirão a capacidade global em cerca de 18% neste ano, de acordo com a Bloomberg New Energy Finance.

Entenda como funcionam os painéis solares

Uma síntese sobre o funcionamento dos painéis solares.

Como os raios solares se transformam em eletricidade?

Já faz muito tempo que muita energia o nosso planeta é presenteado com energia de forma gratuita e limpa. Os raios solares são responsáveis por enviar a luz e o calor, elementos primordiais para a vida no planeta Terra, além disso podem ser empregados para a geração de energia, seja na forma de calor ou na geração de eletricidade.

Essa eletricidade oriunda do sol é denominada de fotovoltaica, nome estruturado a partir de duas palavras: foto, que significa “luz” em grego , e voltaica que vem da palavra “volt”, que é a unidade que mensura o potencial elétrico.

Como funciona

Os raios solares são convertidos para eletricidade através uma célula fotovoltaica, que é fabricada com materiais intitulados de semicondutores. O mais utilizado no mercado é o silício, especialmente por ser um dos elementos mais abundantes, por isso não existe limitações em relação à matéria-prima necessária para a produção de células solares. Essas células são capazes de transformar a radiação em energia elétrica por meio de um efeito conhecido como efeito fotovoltaico.

A luminosidade solar é uma energia genuína, sendo composta de pequenos elementos, denominados fótons. No momento em que os fótons alcançam a célula fotovoltaica, uma parcela deles é absorvida. Os fótons estimulam os elétrons presentes no material semicondutor, a movimentação dos elétrons proporciona a geração da eletricidade. As células são aparelhadas na montagem de painéis solares ou módulos solares. A forma que as células são montadas interfere na sua eficiência.

A eletricidade produzida através das células está em corrente contínua, pode ser instantaneamente usada ou então recolhida armazenada em baterias.  Nos sistemas conectados à rede, a energia gerada necessita de um equipamento chamado inversor, que é responsável por converter a corrente contínua em alternada com as particularidades necessárias para atender as condições impostas pela rede elétrica pública. A energia solar fotovoltaica é uma tecnologia altamente atestada e os sistemas de painéis fotovoltaicos  já estão sendo utilizados a mais de 30 anos.

Com isso entendemos então que a energia fotovoltaica é a energia elétrica produzida a partir de luz solar, e que pode ser produzida mesmo em dias nublados ou chuvosos. Pois a geração de eletricidade produzida pelas placas solares depende do nível de radiação e não da temperatura. Quanto mais intensa a radiação solar maior será a quantidade de eletricidade produzida.

Vídeo educativo

Assista o vídeo educativo que explica um pouco mais sobre a eletricidade solar:

Créditos do Vídeo
Texto: Paula Scheidt
Animação: Carol Rivello
Narração: Technologica


Olá, vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui e iremos te enviar alguns emails com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um consumidor de energia, investidor, epecista ou apenas interessado neste maravilhoso mundo da sustentabilidade!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Contamos muito com a sua presença neste papo! Cadastre-se na caixa ao lado!